suporte@hostmeta.com.br

Preço Justo

Planos de acordo com sua necessidade

Suporte

Rápido, individual e humanizado

99,9%

Garantia de seu site sempre no ar

Encontre seu domínio

.com.br

R$ 50 /ano

.com

R$ 30 /ano

.net

R$ 70 /ano

.org

R$ 60 /ano

Hashtags e Marcações: Como usar corretamente

hashtags2-min

Inspirado por um problema que temos visto recentemente em relação à marcações exageradas por partes de terceiros, decidimos escrever esse artigo para mostrar o que se pode e o que não se deve fazer ao utilizar hashtags e marcações em redes sociais.

Tags são palavras-chave ou termos relevantes associados a uma informação, tópico ou discussão que se deseja indexar de forma explícita nas redes sociais (Twitter, Facebook, Youtube e Instagram).

Hashtags são compostas pela palavra-chave do assunto antecedida pelo símbolo cerquilha (#). Quando utilizadas, as hashtags se tornam links dentro da rede e que são indexáveis pelos mecanismos de busca (como o Google e o Bing). Desta forma, sua marcação poderá ser mostrada em pesquisas dentro e fora das redes sociais, o que pode levar em um aumento de pontuação de SEO da sua empresa.

Porém, nos últimos anos, está havendo um uso indiscriminado dessas marcações e as pessoas acabam utilizando-as de forma incorreta ou abusiva.

Vamos dar alguns exemplos fictícios:

Um música compra um novo instrumento da marca X, na loja Y e, toda semana, ensaia com sua banda no estúdio Z, publicando nas redes sociais suas fotos e atividades com as seguintes marcações:
#marcaX #lojaY #estudioZ #nomedodonodoestudioZ #nomedabanda #estilomusical #integrante1 #integrante2 #integrante3 #integrante4 #nomedaesposadointegrante1 #nomedanamoradadointegrante2 #fimdesemana #alegria #diversao #cidadequemora #nomeumamigo #nomedeoutroamigo …. etc…etc…

Em uma determinada semana ele resolve fazer o ensaio no salão de festa do condomínio juntamente com um churrasco e começam as marcações:
#marcaX #lojaY #estudioZ #nomedodonodoestudioZ #nomedabanda #estilomusical #integrante1 #integrante2 #integrante3 #integrante4 #nomedaesposadointegrante1 #nomedanamoradadointegrante2 #fimdesemana #alegria #diversao #cidadequemora #nomeumamigo #nomedeoutroamigo …. etc…etc…

Conseguem perceber o problema? Ao invés da pessoa divulgar o seu trabalho, na verdade ele está inundando a rede com tantas marcações desnecessárias que as pessoas e empresas citadas começam a perder o interesse e as marcações em excesso passam a ter efeito negativo nos mecanismos de busca por não ter relevância direta.

Qual a necessidade de se marcar, em todas as publicações, o nome do estúdio, amigos que não estão presentes, empresas que não tem mais a ligação com o usuário, marca de seu instrumento, entre outras? Isso não é promoção do seu negócio, produto ou serviço, isso se torna apenas uma busca desenfreada por cliques e compartilhamentos de pessoas que, na verdade, não estão engajadas com você.

Mais vale dez curtidas de pessoas realmente interessadas no seu negócio do que 100 de pessoas aleatórias que não estão preocupadas se o seu ensaio foi no estúdio Z, com o instrumento X.

Como então eu poderia/deveria fazer as marcações?

Ainda nesse caso hipotético, vamos ver quais seriam as publicações e as marcações corretas.

Publicação 1 – Foto da compra do instrumento da marca X na loja Y.
“Depois de algumas pesquisas, decidi comprar na #lojaY meu novo instrumento, #marcaX, que vou utilizar na #NomedaBanda a partir de agora.”

Ensaio estúdio – Foto/vídeo do ensaio no estúdio Z
“E a #NomedaBanda continua seus preparativos para o próximo show no #NomedoBar com muito #EstiloMusical
Queremos ver todos nossos amigos lá no dia xx/xx/xxxx
#integrante1 #integrante2 #integrante3 #integrante4 “

Ensaio/Churrasco – Fotos/vídeo
“Neste final de semana a #NomedaBanda resolveu fazer um ensaio diferente, afinal música além de trabalho é #diversao e #alegria
#integrante1 #integrante2 #integrante3 #integrante4 ”

Dicas Adicionais

Além de você se preocupar em fazer a utilização das hashtags de forma ponderada e diretamente relacionada à sua publicação, fique atendo para essas outras dicas:

  • Não use frases longas

As marcações do tipo #umapalavramuitograndedificultaaindexacaoeleitura além de não servirem para a indexação, dificulta a leitura.

  • Utilize a inicial maiúscula para duas ou mais palavras juntas

Se a hashtag escolhida possuir mais de uma palavra procure utilizar a primeira letra da palavra em maiúscula: #NomedaBanda ao invés de #nomedabanda, #EstiloMusical ao invés de #estilomusical.

  • Cuidado com o idioma

Procure evitar marcações em outro idioma e tenha extremo cuidado com erros de ortografia. Não adianta você colocar uma linda foto e escrever o post com erros do tipo “agente” (ao invés de ‘a gente’), ‘foi uma perca de tempo’ ao invés de ‘foi uma perda de tempo’, ‘a seção de gravação foi excelente’ ao invés de ‘a sessão de gravação…’

  • Publicação Pessoal x Publicação Profissional

Não marque a sua empresa se a publicação for de caráter pessoal, em contrapartida utilize o nome da sua empresa como hashtag nas publicações profissionais: #hostmeta ou #HostMeta, por exemplo.


Como vimos, se utilizadas indiscriminadamente, as hashtags podem se tornar inimigas de seu negócio, produto ou serviço porém, se utilizadas com moderação, as hashtags são excelentes aliadas na sua estratégia de divulgação e engajamento pois ajudam a melhorar o alcance dos posts e a interação com seu público.

Compartilhe nosso conteúdo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp